Inxinet Blog
Carros Eléctricos – conversões
Visão de Trás Fiat Convertido

Carros Eléctricos – conversões

Conversões de carros a combustão em eléctricos

A conversão de carros usados a combustão tem sido a melhor opção para se ter um carro eléctrico até o momento. Apesar de existirem imensos projectos na industria automotiva automora, estes ainda não são fabricados e nem distribuídos em série, por enquanto.

Visão de Trás Fiat Convertido
Visão de Trás Fiat Convertido

Temos tecnologias mais que suficientes desde há alguns anos para a construção de carros eléctricos, sendo elas na sua maioria omitidas pelas industrias automobilísticas e outros sectores, é mais que visível a falta de interesse de muitas entidades políticas e industriais (petróleo) em todo mundo, é que esta gera uma grande receita para os mesmos, colocando a parte o bem estar dos cidadãos e meio ambiente.

Existem alguns factores principais a considerar nos VE (Veículos Eléctricos), manutenção mínima, “emissões zero” de CO2 e a parte mais sensível “a energia eléctrica para carregar suas baterias”. A energia eléctrica que muitos países consomem, são na sua maioria produzidas a partir do petróleo e carvão.

Segundo o documentário “Quem matou o carro eléctrico”, o consumo de petróleo e carvão nas usinas de energia eléctrica será bem menor que o consumo de petróleo em veículos a combustão, mas o mais importante é que actualmente com pouco investimento, conseguimos implementar uma fonte de energia renovável fotovoltaica e/ou eólica em nossas casas ou comércio, sendo capazes de carregar as baterias dos VEs.

O caminho para se chegar a converter um carro a combustão em um VE, penso que o mais complicado, seja a parte burocrática (a homologação para se poder circular livremente), a parte eléctrica e electrónica é simples de se conseguir, é claro com o mínimo de conhecimento neste sector, existem até kits prontos para esta conversão.

O VE convertido em Portugal, feito por Antonio Gonçalves foi o primeiro VE homologado, um fiat 126 de 1974, o custo ficou em 8000 euros, com uma autonomia média de 90km e uma velocidade máxima de 100km/h.

Fiz uma comparação básica de despesas com o abastecimento deste VE (1€/100km) e um veículo a combustão com motor 1.1 em média de 6 litros/100km, com a gasolina a 1,07 euros/litro, temos (6,42€/100km), durante 4 anos de uso e 100km ao dia, as despesas em abastecimento ficaram em: VE= 1460,00€ e o veículo a gasolina: 9.373,20€ (não inclui despesas de manutenção com o motor: filtros, oléo, velas, cabos, ….).

Vou deixar a seguir, a sequência de 7 vídeos sobre montagem do fiat 126, feita por Antonio Gonçalves “Toze”, confira!!!

Vídeo 1

Vídeo 2

Vídeo 3

Vídeo 4

Vídeo 5

Vídeo 6

Vídeo 7

Se quiser obter mais informações sobre o desenvolvedor deste fiat 126, podes obter através do site dele http://www.tozeve.com

Para obter informações  sobre VE, existe um fórum muito dedicado a esta área, podes consultar Nova Energia.

Editado:
 12/05/2014 - Actualização dos Vídeos, Imagem e Texto

Marcaos

Mais um viajante desta vida que adora aprender como autodidata, com formações profissionais e com as lições da vida, da mesma forma tento passar ou deixar um pouco do meu conhecimento. Algum conhecimento em diversas áreas tais como telecomunicações, programação, redes, hardware, eletrónica, mecânica e eletricidade automotiva, comidas veganas, e mais algumas coisinhas que acho importante para ter um "skill" de vida. _/\_ <3

This Post Has 3 Comments

  1. Bom dia
    Gostava de fazer tb uma adaptação numa Dyane 2cv.
    Mas está a ser difícil de entrar em contacto com o senhor detentor deste magnífico projeto.

  2. Aqui está uma Notícia que importava divulgar muito mais…

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close Menu