Como monetizar este site levou-me ao estudo de investimentos financeiros.

A educação financeira deveria fazer parte da vida de cada pessoa, principalmente ser ensinada nas escolas desde o ensino básico até o fim do ciclo estudantil, afinal o dinheiro é a  forma mais simples que temos para trocar bens e serviços, a forma como gerimos e utilizamos tem um grande impacto final no orçamento pessoal e principalmente no consumo excessivo e desgaste para o planeta, seria bom que todos tivéssemos um mentor ou alguém para nos orientar financeiramente, o que não foi o meu caso.

De um modo geral, todos aprendemos que devemos trabalhar por um salário, subir de cargo ou arranjar um trabalho que venha pagar o melhor possível em relação ao anterior, geralmente mal chega para pagar despesas básicas, porque quanto maior o salário, mais queremos subir o nível de vida, e acabamos vivendo neste ciclo, acredito que a educação financeira se encaixa aqui, termos o que realmente necessitamos, o que nos faz feliz e bem, sabendo aplicar e investir o dinheiro restante pensando numa forma de trazer qualidade de vida para nós e a nossa família ao longo do tempo, mesmo nos momentos de dificuldade, desta forma ajudamos planeta com menos consumo e desgaste dele, e algo é certo uma pessoa feliz consegue colocar outra ao lado igualmente feliz ou pelo menos melhorar o seu dia com pequenos gestos de bondade e perseverança, é claro que este assunto tem muito o que falarmos e desenvolver.

Vou tentar fazer um pequeno resumo da história que me levou a criar este site e blogue, e porque este me levou a aprender sobre investimentos, no que toca a aprender digamos de passagem, acho nunca vamos aprender tudo, é um estudo que deve continuar sempre em nossas vidas, pois o mundo e a tecnologia estão sempre em desenvolvimento. 

O início de uma mudança de vida

No final de 1999, uma série de situações levou-me a realizar uma vontade antiga de me iniciar na área de informática, me candidatei a um curso de “Processamento de Dados” e passei, iniciando o curso no ano 2000 (aqui minha vida viria a mudar por completo, em 2002 saí do Brasil e vim morar em Portugal), continuando… em uma das disciplinas a tarefa era construir uma página web em uma hospedagem gratuita que dei o nome de intertivaconect.qualquer.coisa, entretanto 4 anos depois adquiri o domínio “intertiva.com” para manter como minha página pessoal e que inspirou-me a criar este blogue em 2008 com a aquisição de mais um domínio “inxinet.com“, passado 1 ano, optei por tentar fazer uma renda extra monetizando este domínio utilizando o google adsense, mas foi uma desilusão , pois não pagava as horas e o trabalho que tinha para pesquisar os artigos e  muito menos as despesas com o servidor e domínio, agora mantenho ele juntamente com outros domínios e serviços que faço gestão.

Neste ponto posso falar o quanto somos influenciados por pessoas, filmes, redes sociais, enfim tudo que nos rodeia e temos contato, logo devemos saber escolher bem estas opções pois terão um grande impacto em nossas vidas sem mesmo nos darmos conta, em meados de 2011 através de alguns filmes e documentários que assisti começou o despertar de uma curiosidade sobre como se poderia investir em ações e quanto dinheiro iria precisar para iniciar (eu imaginava que iria precisar de alguns milhares de euros) acabei por deixar a curiosidade passar, nesta altura ouvi pela primeira vez falar de uma moeda digital, o bitcoin (cerca de 2,85$), mas muito sinceramente não acreditava nesta tecnologia.

A procura de uma forma de monetizar os tempos livres em casa

Sempre gostei de aproveitar meus tempos livres em tudo que envolvesse tecnologia e não só… (deixo reticências aqui pois são muitas coisas das quais gosto de fazer, não há tempo para tudo), passado alguns anos já em 2016, desisti do meu primeiro domínio e optei por ficar só com o “inxinet.com” assim mantinha o blogue e minha página de portfólio, neste mesmo período comecei a fazer pesquisas de como conseguir renda extra, e apareceu imensas coisas principalmente colocar novamente a publicidade no blogue, fazer cliques pagos em links (pay to click), trade esportivo (desportivo) e trade forex, deixei os trades para quando tivesse mais dinheiro para experimentar.

Em casa nas horas vagas comecei com os cliques em vários sites, inclusive nesta época apareceu-me imensos sites que pagavam em criptomoedas (bitcoin, dogecoin, litlecoin, dash,…) eram chamados de faucets, dedicava um tempo para estes cliques diariamente, fiz alguns trocos em euros e outras muitas moedinhas virtuais, ao todo gastei muitas horas acumulando imensas moedas digitais que somando todas valia uns cêntimos, quando poucos euros, nisso criei tantas contas em corretoras e carteiras criptos que até perdi a conta (mas anotei tudo em um caderno para não esquecer). 

Continuei este trabalho com os cliques por euros e criptomoedas até 2017, até usei o pc para minerar algumas criptomoedas e fiz alguns jogos do tipo “dice” com as moedas digitais que cheguei a ter mais de 30k moedas dogecoins que mal valiam alguns euros na altura, só que o tempo despendido nisso não justificava o que me rendia (errata: o tempo despendido ensinou-me muitas das coisas que hoje sei), então deixei de lado e fiquei somente com o trabalho normal. Não segui com as criptomoedas porque me fazia confusão ter juntado tantas moedas e só valer poucos euros e começava a imaginar, se estas moedas sumirem, vão com elas o meu tempo e dinheiro, o mercado cripto estava em queda nesta altura, então fiquei por aí.

Aventura com o Forex

Em 2018 já optei por me aventurar no forex, descartei o trade esportivo por causa da burocracia aqui em Portugal, acreditem nunca fiquei tão stressado como fiquei no forex com pares de moedas fiat, índices e outra commodities , até dormia mal, ganhei e perdi dinheiro, chegou a um ponto que falei para mim mesmo, “pela minha saúde e de quem está a minha volta”, chega 😀 , eu já tinha feito trade com as criptomoedas e não me aborreci tanto como neste forex e no outro até aumentei as minhas quantias de moedas.

Vale frisar que estudei muito, mas muito mesmo para aprender sobre as criptomoedas, forex e estava estudando como fazer investimentos no mercado tradicional das ações, commodities e etfs e até como declarar os impostos sobre os investimentos/lucros, não é fácil sem ter uma orientação por onde iniciar e qual caminho seguir, assisti centenas de vídeos e li muitos artigos e documentos, não quis fazer cursos por não sentir confiança nos que vi por ai.

Experiência com ações e outros produtos financeiros

No período de 2018 até o final de 2019 investi pouco dinheiro em ações para tentar perceber como funcionava, sim pouco dinheiro, não precisava dos milhares de euros que eu imaginava no passado, podemos começar com qualquer quantia que dê pelo menos para pagar as taxas da corretora e fazer alguma movimentação. Vou escrever de um ponto de vista simples para leigos (ainda me considero um também), imagina que você quer comprar um produto barato e esperar este ficar mais caro para vender e faturar um pouco em cima deste produto, agora imagina você ganhar este lucro multiplicando por quantidade, lógico que estou a ser superficial, você precisa estudar, você terá de estudar análise gráfica e outras informações da empresa, commodities, etfs e criptomoeda para poder analisar, não é só chegar e investir, tem muitos termos técnicos aqui que estou abstraindo e é importante frisar que do mesmo jeito que ganhamos, também podemos perder, por isso deve-se estudar muito o produto que se irá investir e de preferência investir o que não irá te fazer falta futuramente, “se der bem tem lucro, se der mal não afetará seu financeiro”, e pode reinvestir seus lucros aumentando seu capital (aqui não estou dizendo para tentarmos viver do mercado financeiro, isso teria uma outra ótica).

Pausa nos investimentos e o arrependimento

Com a situação complicada no ano de 2020 e de 2021 por causa do “vírus” e uma série de outros motivos acabei por não dar a devida atenção aos meus investimentos que ficaram ali parados até maio deste ano (2021), ocorreu uma situação nesta altura que despertou-me a curiosidade e fez-me dar uma olhadela no mercado e digo de passagem que fiquei arrependido de não estar presente e me dedicado aos investimentos neste período, mas isso conto em outro artigo.

Concluindo

Nessa minha experiência deixo uma mensagem para quem tiver interesse: “estuda, pesquisa e acredita em você mesmo, você é capaz de ser e fazer o que quiser”, com pouco dinheiro podemos dar pequenos passos nos investimentos, seja ele em ações, ETFs, commodities, criptomoedas ou até imóveis conforme suas possibilidades.

Existem muitas opções para se iniciar e o que estou aqui a dizer não é uma dica de investimento, pois não sou consultor financeiro, mas isso foi e tem sido uma excelente lição para como gerir meu dinheiro, como consumir as coisas de forma mais consciente possível, pensando em mim, no próximo e no planeta em geral, o minimalismo e não o minimalismo radical, mas de que não precisamos de tanta coisa para viver, muito menos de mostrar a alguém o que temos ou deixamos de ter, isso tem tido um impacto importante em minha vida, que vale muito mais que o dinheiro, o conhecimento que se adquire pode ser passado para frente e isso vale muito, mas mesmo muito.

Não deixe de viver o momento, de aproveitar os prazeres da vida sempre que possível, recompense-se para se sentir motivado, a vida passa num instante conforme a idade avança e quando nos damos conta, poderá não ter tempo para fazer tudo o que planeia (planeja).

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close Menu